Wiki Ace Combat

Assim como a Acepedia internacional está na wiki.gg, nós também estamos lá. Acesse a nossa Acepédia brasileira de lá pelo link: https://acecombat.wiki.gg/pt-br

E agora temos um canal no Rumble e no Youtube Acesse: Rumble: https://rumble.com/user/AcepediaBR Youtube: https://www.youtube.com/@AcepediaBrasil

LEIA MAIS

Wiki Ace Combat
Advertisement
Wiki Ace Combat

"The only way to destroy this highly dangerous and fortified facility is to hit it from the inside."

― oficial de relátorio da ISAF

Megalith era uma super arma eruseana construída nas Ilhas Twinkle. Ela foi projetada para manipular fragmentos de asteróides em órbita ao redor da Terra a fim de usá-las como arma. A instalação é capaz de lançar mísseis que atingiriam os fragmentos de tal forma que eles mudariam seu curso e cairiam no planeta.[1]

O Megalith foi construído em segredo durante a Primeira Guerra Continental Useana - também chamada de Guerra Continental - e foi imediatamente tornada operacional como uma arma de retaliação após a derrota da Erusea. O Esquadrão Mobius da Força Aérea da ISAF, liderado por Mobius 1 e apoiado pela Equipe Bravo, posteriormente destruiu a instalação.

História[]

Desenvolvimento[]

Lasers do Magalith sobre Ulysses Set 2005

Megalith atirando em fragmentos do Ulysses em setembro de 2005

Os engenheiros eruseanos começaram a trabalhar no Megalith em algum momento dos anos 2000. Não se sabe se o conceito existia antes da Guerra Continental, mas a instalação estava em construção após a destruição do canhão Stonehenge.

Em maio de 2005, um avião espião da ISAF, indicativo "Leopard", obteve evidências fotográficas dos esforços de construção, levando a ISAF a reforçar seus próprios esforços para derrotar a Erusea antes que Megalith pudesse ser concluído. A ISAF acabou tendo sucesso: a Erusea foi incapaz de empregar Megalith antes de sua capital, Farbanti, cair para a ISAF em setembro.

Ativação e Destruição[]

Ver artigo principal: Operação Judgement Day

Um Míssil do Megalith

Megalith disparando um de seus muitos mísseis ICBM

Uma semana após a rendição da Erusea, um grupo de jovens oficiais assumiu o Megalith com a intenção de usá-lo contra a ISAF em retaliação pela derrota de seu país. Em 26 de setembro, a ISAF despachou uma equipe de forças especiais (liderada por Bravo 1) e o recém-formado Esquadrão Mobius (sob o comando de Mobius 1) para destruir a instalação. As forças Eruseanas responderam lançando um esquadrão de defesa para interceptar o Esquadrão Mobius.

Apesar das ferozes tentativas dos oficiais eruseanos de segurá-los, bem como as pesadas baixas de ambos os lados, a ISAF lentamente dominou os eruseanos. A unidade terrestre do Bravo 1 manteve posições na instalação enquanto o Mobius 1 destruiu três geradores principais de dentro dos túneis de acesso do Megalith. O blecaute resultante permitiu que as forças especiais assumissem o controle da sala de subcontrole e abrissem a ventilação central. Mobius 1 voou para a abertura e destruiu o grande ICBM armazenado dentro. Depois que ele escapou usando outro conjunto de painéis abertos pelas forças terrestres, a detonação da ogiva desencadeou uma reação em cadeia explosiva dentro do Megalith, tornando-o inoperante.

Legado[]

Mais de uma década depois de ter sido desativado, durante a Lighthouse War, Jaeger considerou brevemente realocar o Grupo de Ataque Estratégico de Longo Alcance (Long Range Strategic Strike Group) para Megalith para usá-lo como base para autodefesa. Por fim, ele escolheu um rendezvous com aliados na Ilha Tyler.

Desenho[]

Megalith atirando

Megalith Atirando. Túneis de acesso do Megalith, alinhados com lançadores ICBM e sistemas de mira a laser.

Megalith era uma enorme instalação que abrangia várias centenas de quilômetros quadrados. A maioria de seus sistemas era operada a partir de uma sala de subcontrole localizada no 13º andar da estrutura. As principais ranhuras da porta de mísseis da instalação foram armadas com múltiplos silos ICBM e sistemas de mira a laser, que "pintam" o(s) asteróide(s) desejado(s). Várias aberturas de túneis - localizadas ao longo dos eixos norte-sul e leste-oeste do Megalith - levavam aos geradores que alimentavam muitos de seus sistemas críticos. A instalação também continha quatro grandes lançadores de mísseis, bem como um quinto silo central ainda maior; esses lançadores tinham a capacidade de disparar ICBMs mais poderosos.

É possível que o Megalith também tenha sido usado para lançar ICBMs diretamente em alvos em qualquer lugar dentro de seu alcance operacional. No entanto, a capacidade da instalação de redirecionar os fragmentos do asteróide Ulysses acabou sendo usada para transformar asteróides em armas cinéticas, forçando-os a descer da órbita e causar danos tremendos em uma grande área-alvo.

Megalith parece surpreendentemente semelhante a Fortress Intolerance. Em particular, as paredes internas do silo central em ambas as fortalezas parecem idênticas, e ambas as fortalezas foram destruídas por um piloto ás (Mobius 1 relativo ao Megalith, Phoenix relativo ao Fortress Intolerance) voando dentro do silo central para destruir um grande ICBM.

Etimologia[]

O nome Megalith vem da palavra "megalith", que é uma grande pedra usada para construir uma estrutura ou monumento. O termo é normalmente usado para se referir a túmulos construídos dessa maneira, principalmente na Europa, bem como para cerimônias de sacrifício. Stonehenge, o homônimo da super arma, é considerado o megálito europeu mais popular.

Ambos os usos de megálitos têm significado simbólico para a natureza da missão; Muitos soldados ISAF e eruseanos morreram na luta (cumprindo seu propósito como uma tumba), e Mobius 1 simbolicamente sacrificou sua vida para destruir o grande míssil (cumprindo uma cerimônia de sacrifício). Além disso, de cima, o Megalith se assemelha fortemente a uma cruz ou crucifixo. A música de fundo da missão, particularmente Megalith -Agnus Dei-, faz referência adicional a esse simbolismo.

Galeria[]

Referências[]

  1. Megalith (facility), Acepedia. Acesso: <https://acecombat.fandom.com/wiki/Megalith_(facility)> acessado em 09 de abril de 2023.
Advertisement